Oficina Pedagógica apresenta a importância dos Mapas Conceituais no Processo de Ensino-Aprendizagem

aula-mapas-mentais

Durante a oficina pedagógica discutiu-se os mapas conceituais como uma importante ferramenta para o processo de ensino-aprendizagem. Basicamente os mapas conceituais são estruturas esquemáticas que representam conjuntos de ideias e conceitos dispostos em uma espécie de rede de proposições, de modo a apresentar mais claramente a exposição do conhecimento e organizá-lo segundo a compreensão cognitiva do seu idealizador. Portanto, são representações gráficas, que indicam relações entre palavras e conceitos, desde aqueles mais abrangentes até os menos inclusivos. São utilizados para a facilitação, a ordenação e a sequenciação hierarquizada dos conteúdos a serem abordados, de modo a oferecer estímulos adequados à aprendizagem.

Nos mapas conceituais determinados conceitos são desdobrados em outros conceitos, parcial ou integralmente, indo dos conceitos mais globais aos menos inclusivos.De forma a construir no aluno uma visão macro e micro conectadas, correlacionadas.

Essas ligações de temas afins faz com que o aluno organize mais conhecimento em pouco lugar e de forma objetiva e clara dentro da sua compreensão de mundo.

Segundo a professora Isis Monteles mestre em Cultura e Sociedade pela UFMA e coordenadora da Pós graduação da Faculdade Laboro o mapa é um instrumento valioso para aprendizagem significativa do aluno e já existem muitas plataformas que auxiliam na construção dos mapas conceituais.

 

Fonte: http://www.infoescola.com/pedagogia/mapas-conceituais-no-processo-de-ensino-aprendizagem-aspectos-praticos/